Projeto “Escritor na Comunidade” deste ano encerra com painel na Feira do Livro


Diversos autores que participaram do projeto “Escritor na Comunidade”, realizado pelo Programa Permanente de Estímulo à Leitura (PPEL) da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), estiveram reunidos no painel “Vivências do ler para ser”. O encontro aconteceu na tarde deste domingo (30/09) na Galeria de Arte Gerd Bornheim, durante a programação da 34ª Feira do Livro. A ocasião marcou o encerramento do projeto, que proporciona encontros e bate-papos com escritores caxienses, e contou ainda com a presença de pessoas de diferentes entidades que participaram como ouvintes da iniciativa.

O painel foi uma oportunidade de troca de experiências entre os participantes e também um momento de avaliação. “Foi muito positivo, sair do centro e ir para as periferias. A gente não ama o que a gente não conhece, por isso estamos abrindo horizontes com esse trabalho”, contou Nil Kremer, uma das escritoras parceiras.

A poeta Viviane Luchese, que participou de um encontro com deficientes visuais, também dividiu a experiência que teve. “Foi um momento de abrir a alma. O que aconteceu lá eu vou guardar e levar pro resto da vida”, relatou.

A Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadev) foi uma das instituições contempladas pelo projeto. Iraci Mabone, que trabalha na Apadev, contou como foi participar. “Foi muito legal. Poder conhecer a escritora, ver como ela é, se é alta, baixa, jovem ou idosa, é muito diferente. Foi uma tarde de bastante aprendizado e troca”, descreveu.

Além dela, também estava presente no encontro na Feira do Livro, Cristian Souza de Oliveira, da Casa de Passagem Carlos Miguel. O depoimento dele emocionou a todos.

“Parabéns! O projeto fez a diferença na minha vida. Vocês me ajudaram a ser o que eu sou hoje. Eu canto rap e, para isso, preciso escrever a letra. Então, os encontros do Escritor na Comunidade foram muito bons. Estou até pensando em escrever um livro”, declarou.

A patrona desta edição da Feira do Livro, Rejane Rech, também participou do projeto e deu seu depoimento.

“A gente cria uma relação muito bacana entre escritor e leitor. Por isso, muito obrigada pelo trabalho de vocês que culmina aqui na nossa Feira do Livro”, agradeceu.

A coordenadora do PPEL, Heloisa Bacichette, valorizou a entrega de todos. “Estamos nos fortalecendo cada vez mais e conseguindo entrar nas comunidades e fortalecer vínculos lá também. Temos muito a ganhar e crescer com essa proposta”, contou.

Escritor na Comunidade

A iniciativa integrou a programação pré-Feira do Livro e chegou ao término da segunda edição. O projeto foi realizado nos meses de julho e agosto, visando democratizar o acesso à leitura e contribuir na formação e incentivo de novos leitores. Neste ano, o “Escritor na Comunidade” reuniu 22 escritores, 21 instituições e 706 participantes. Entre as entidades visitadas, estiveram: Penitenciária Industrial de Caxias do Sul, Centro Cultural Beltrão de Queiroz e Associação Criança Feliz.